Ucrânia acusa Rússia de bombardear mesquita com civis em Mariupol

A acusação foi feita pelo Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia, que não deu informações sobre mortos ou feridos

A Ucrânia acusa a Rússia de bombardear uma mesquita na cidade de Mariupol, no sul do país, onde estariam mais de 80 adultos e crianças, incluindo cidadãos turcos, neste sábado (12).

A acusação foi feita pelo Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia, que não deu informações sobre mortos ou feridos. Ainda não foi possível confirmar o bombardeio. O governo Vladimir Zelenski acusa a Rússia de se recusar a permitir que civis saiam de Mariupol, enquanto a Rússia culpa a Ucrânia pelo fracasso em retirar a população.

“A mesquita do sultão Suleiman, o Magnífico, e sua esposa Roxolana (Hurrém Sultana) em Mariupol foi bombardeada por invasores russos”, disse o governo no Twitter. “Mais de 80 adultos e crianças se escondem do bombardeio no local, incluindo cidadãos da Turquia.”Kiev
Após um dia sem aparente avanço nas negociações com a Ucrânia, a Rússia atacou cidades do oeste que ainda não tinham sido atingidas pela guerra que devasta o país desde 24 de fevereiro.

Houve bombardeios em Dnipro, Lutsk e Ivano-Frankivsk. Em Dnipro, um jardim de infância e uma fábrica de sapatos foram atingidos.

Imagens de satélite mostram que parte do comboio russo de mais de 60 km nas proximidades de Kiev se reagrupou em cidades próximas à capital. Na avaliação do Ministério da Defesa do Reino Unido, a manobra indica um possível ataque massivo à capital nos próximos dias.

Fonte: Jornal de Brasilia 

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.