DF volta a ter mortes diárias por covid-19

De óbitos que ocorreram em outros dias, mas que apenas foram registrados houve 11, sendo quatro mulheres e sete homens

Sem ter mortes diárias seguidas desde novembro, o Distrito Federal registrou, nestes dois últimos dois dias, dois óbitos causados por complicações relacionadas a covid-19.

Além desses, de óbitos que ocorreram em outros dias, mas que apenas foram registrados nesta quarta-feira (02), houve 11, sendo quatro mulheres e sete homens.

O número de casos, porém, tem se mantido estável nos últimos dias, com cerca de 5 mil casos diários. Nesta quarta, o DF registrou, em 24 horas, 5.382. Desde o início da pandemia, 617.945 pessoas já foram infectadas na capital, sendo que 89,6% (553;687) deste número estão recuperados. Do total de casos, 11.197 (1,8%) faleceram em decorrência de complicações causadas pelo vírus.

A Taxa de Transmissão (Rt), também de forma diferente, continua em queda e ficou em 1,20. Vale lembrar que, acima de 1, a taxa indica que a pandemia está tendendo a avanças. Essa taxa significa que 100 pessoas infectadas infectam outras 120.

As regiões com mais casos confirmados são Ceilândia (62.683), Plano Piloto (60.049) e Taguatinga (46.4786). A maior taxa de mortalidade são em Santa Maria (467), com 2,8%.

Os dados ainda mostram que, do total de mortes, 969 não eram residentes da capital, sendo, 833 de Goiás (entorno), um do Acre, um de Alagoas, dois do Amapá, 30 do Amazonas, 17 da Bahia, três do Maranhão, oito do Mato Grosso, 43 de Minas Gerais, um do Piauí, cinco do Rio de Janeiro, quatro de Rondônia, sete de Roraima, um de Santa Catarina, cinco de São Paulo e quatro do Tocantins.

Fonte: Jornal de Brasília

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.