Homem fica em estado grave após ser atropelado

Homem fica em estado grave após ser atropelado

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) atendeu, no início da noite desta sexta-feira (24), um atropelamento em São Sebastião.

Segundo a corporação, ao chegar no local, a equipe encontrou o homem, identificado apenas como P.S.V., de 49 anos, ainda no solo.

Ao ser avaliado pelos socorristas, ficou constatado sinais de traumatismo crânio encefálico (TCE) e fratura na pelve. A vítima ainda se queixava de dores no ombro direito e apresentava um corte no braço direito.

Após o atendimento inicial, o homem foi transportado para o Hospital Regional do Paranoá, consciente e orientado.

A motorista do carro, identificada apenas como A.A.F.L, de 51 anos, não se feriu. O CBMDF esclarece não ter informações sobre a dinâmica do acidente.

Fonte: Jornal de Brasília

Distrito Federal terá mais de 30 locais de vacinação neste

Distrito Federal terá mais de 30 locais de vacinação neste

O Distrito Federal vai ter 34 pontos de vacinação, neste sábado (25), oferecidos pela Secretaria de Saúde (SES-DF). Serão ofertadas doses contra gripe (influenza) para bebês acima dos seis meses, crianças, adolescentes, adultos e idosos. Também estarão disponíveis vacinas contra a covid-19 e outras doenças, exceto para BCG e dengue.

Os destaques serão para imunização em grandes eventos, como o aniversário de Vicente Pires, na Rua 4A, ao lado do Atacadão Dia a Dia, e durante o evento “Cuide-se”, promovido pela Secretaria de Atendimento à Comunidade, no Taguaparque. A lista completa com endereços e horários de pontos de vacinação está disponível no site da pasta.

A SES-DF orienta a levar documento de identidade, CPF e, se possível, a caderneta de vacinação. Os profissionais da Secretaria devem analisar o histórico e fazer a atualização dos esquemas vacinais. Duas doses poderão ser aplicadas na mesma ocasião, caso necessário.

Além disso, crianças e adolescentes de 10 a 14 anos também poderão receber a primeira ou segunda dose da vacina contra a dengue, conforme disponibilidade da Unidade Básica de Saúde (UBS). Outros imunizantes também estarão disponíveis, sendo aplicados conforme o calendário vacinal de rotina, alerta a SES-DF.

:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato DF no seu Whatsapp ::

Edição: Márcia Silva

Fonte: Brasil de Fato DF

Inscrições para Enem 2024 começam na segunda-feira (27)

Inscrições para Enem 2024 começam na segunda-feira, dia 27

O período de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 começa na próxima segunda-feira (27) e segue até 7 de junho. A inscrição é feita por meio da Página do Participante do Enem, com CPF do estudante e senha do portal do governo federal Gov.br.

Conforme o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) – que é vinculado ao Ministério da Educação e responsável pela organização do Enem –, o pagamento da taxa de inscrição deve ser efetuado a partir do dia 27 de maio até 12 de junho.

O valor da taxa custa R$ 85. O resultado das solicitações de isenção da taxa foi divulgado pelo Inep em 13 de maio. A aprovação da isenção não significa que a inscrição foi realizada automaticamente.

Podem participar do Enem na condição de treineiro os estudantes que vão concluir o ensino médio após o ano letivo de 2024 ou os interessados em fazer o exame que não estejam cursando e não concluíram o ensino médio.

Os resultados das provas deste grupo serão divulgados 60 dias após a divulgação geral dos demais candidatos. Para mais informações sobre o exame e o processo de inscrição, acesse o edital do Enem 2024 ou o site oficial do Inep.

A edição de 2024 do Exame Nacional do Ensino Médio será aplicada em todos os estados e no Distrito Federal nos dias 3 e 10 de novembro.

Fonte: Radar DF

Lançado edital para licitação de 64 imóveis no dia 7 de junho

Lançado edital para licitação de 64 imóveis no dia 7 de junho

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) inicia, na próxima licitação pública de imóveis, a venda de lotes da nova quadra do Guará. A licitação está marcada para o dia 7 de junho, às 9h.

São 64 imóveis em diversas regiões do DF, entre comerciais, mistos e residenciais para investidores de todos os portes.

Podem participar do processo licitatório quaisquer pessoas, físicas ou jurídicas. Os interessados devem ficar atentos aos prazos: caução até dia 6 de junho e licitação no dia subsequente (7/6). O download do edital está disponível no portal da empresa.

Novidade em licitações da Terracap, a QE 60 terá 107 lotes. De acordo com o projeto, 92 unidades são de uso misto, o que permitirá a atração de novos empreendimentos imobiliários e a criação de empregos para a população.

O local conta com duas avenidas comerciais, onde se concentrará o comércio do bairro, permitindo que os moradores acessem os serviços cotidianos a pé. A proposta é integrar novas unidades residenciais a uma variedade de comércios, serviços e opções de lazer, promovendo a vitalidade urbana.

O empreendimento reúne seis lotes, com área total de 7,1 mil m². O imóvel comporta a implantação de empresas de grade parte do setor produtivo, como comércio, prestação de serviços, institucional, industrial, admitindo habitação unifamiliar ou multifamiliar. A entrada do item é a partir de R$ 1,4 milhão.

O projeto prioriza baixa densidade populacional, ou seja, menos moradores, mais áreas verdes e maior espaço livre, favorecendo ventilação e iluminação naturais em toda sua extensão.

O Residencial dos Jacarandás possui ampla área de lazer, constituída por campo de futebol, quadra de tênis, quadra poliesportiva, espaço gourmet, salão de festas, espaço fitness e quiosque com churrasqueira, bem como estacionamento para visitantes.

Fonte: Radar DF

“Assum Preto” no festival de circo Arranha-Céu e muito mais:

"Assum Preto" no festival de circo Arranha-Céu e muito mais:

Com a proposta de questionar “o lugar do circo”, o ARRANHA-CÉU Festival de Circo Atual chega à Brasília com uma programação variada para todas as idades. Até o dia 2 de junho, espetáculos nacionais e internacionais, oficinas, colóquios e cinema ocupam territórios icônicos da cidade como o Espaço Cultural Renato Russo, o Eixo Cultural Ibero-americano e o Parque Ana Lídia.

O destaque desta sexta-feira (24) é o espetáculo internacional  “Assum Preto”, de Marco Motta. Inspirado na canção homônima de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira e em “Black Bird”, de Nina Simone, a obra criada pelo artista afro-brasilerio radicado na Espanha ocupa palco do Teatro Galpão Hugo Rodas, no Espaço Cultural Renato Russo, a partir das 20h.

O espetáculo incorpora como o artista sente que seu corpo, desumanizado, é visto nas esferas sociais e políticas no Brasil e na Europa. Utilizando o circo, a dança e a música como linguagem, Marco apresenta sua pesquisa corporal original de contorção nos aparelhos aéreos em uma virtuose que transita entre as danças e músicas afro-diaspóricas, tocadas ao vivo por músicos de Brasília.

“Sinfonias de besteiras afinadas em rir sem dó. Irreverentes, divertidos, nacionalmente e internacionalmente desconhecidos, a maestra Madame Frôda estará muito bem acompanhada de Superela, Berruga, Aipim, Barbante e Firula. Você não pode deixar de perder!”, convida o grupo. 

Na sexta (24), também haverá uma oficina de perna de pau com Davi Maia. 



Cabaré da Nega / Maísa Coutinho

Já no sábado (25), haverá a estreia de “Olhos: corações que sentem”, um espetáculo criado especialmente para pessoas cegas durante a Residência Artística desta edição do Festival. Descrever as histórias que os corpos contam, usando os procedimentos criativos do circo é o ponto de partida da obra.

Outro destaque do ARRANHA-CÉU, neste fim de semana, é o divertido, excêntrico, ácido e bem-humorado espetáculo “Cabaré da Nega”, do Circo Travessia (Brasília-São Paulo). Embalados por clássicos da música nacional e internacional, esse time de palhaças e palhaços sobe ao palco do Teatro Galpão Hugo Rodas no domingo (26), às 18h. 

Para os amantes do audiovisual, o Cine Circo Cine Circo apresenta cindo obras circenses e não-circenses que serão exibidas durante 1h30 de programação. As sessões acontecem nesta sexta (24), a partir das 18h, na Sala Marco Antônio do Espaço Cultural Renato Russo. Serão exibidos os curtas: Passinho Carioca, de André Oliveira DB (2024); EXUFRIDA, de Beatrice Martins e Cícero Fraga (2019); Ruína, de Julia Henning (2021); Assum Preto, um grito desda margem, de Marco Motta e Cícero Fraga (2023); e Pediu Pra Parar, Parou?, de Julia Maia, Mirley Allef e Viola Luba (2021).

Serviço – ARRANHA-CÉU – Festival de Circo Atual

Data: de 21 de maio a 2 de junho

Locais: Espaço Cultural Renato Russo, Eixo Cultural Ibero-Americano, Parque Ana Lídia e online

Ingressos aqui

Inscrições oficinas aqui

Programação completa: aqui

Batalha do Neurônio em Ceilândia 

A Batalha do Neurônio inicia uma nova temporada em 2024. Com o tema “Jornada no NeuroVerso”, o projeto realizará uma série de edições. A primeira acontecerá neste domingo (26), às 15h, na Praça do Cidadão, em Ceilândia Norte. Nesta edição, além da tradicional batalha de rimas, com a participação de MCs convidados, o evento terá shows da Fugazzi e INAHUGO & Lejow, todos artistas oriundos das rodas de rimas espalhadas pelo DF.

A batalha de rimas desta edição conta com a participação dos MCs Alves, Estelar, Babi, Dudumano, Junin, Japa, Slender e Brutality. Além desses artistas confirmados, haverá também lista aberta para inscrições do público presente, com vagas para participação na batalha.

Biro Ribeiro, um dos organizadores da Batalha do Neurônio, explica a diferença do projeto para outros eventos de rimas. “A nossa batalha é realizada na modalidade ‘conhecimento’, onde a plateia presente é quem sugere os temas que serão abordados. Diferente do formato ‘sangue’, onde existe uma dinâmica de enfrentamento entre os MCs, de ataque e defesa”. 

A nova temporada da Batalha do Neurônio apresenta a “Jornada do NeuroVerso”, uma história criada a partir dos elementos da cultura hip hop e das batalhas de rimas. “A proposta é promover uma jornada, com um fio que liga todas as edições do Neurônio e conduz os MCs, e também o público para uma construção coletiva a partir do freestyle, no formato que já é conhecido da batalha”, acrescenta Natália Botelho, também organizadora do projeto.

Batalha do Neurônio – Jornada do NeuroVerso

Domingo (26), às 15h. 

Na Praça do Cidadão, Ceilândia Norte, QNM 18/20

Entrada gratuita

Chico Teatro

Claudio Lins encerra a programação do Festival Mistura Geral – Artes Cênicas com seu espetáculo que homenageia obra e trajetória de Chico Buarque, no Teatro dos Bancários. Apresentação acontece neste sábado (25) e domingo (26), às 20h. 

Nessa homenagem a Chico Buarque e sua obra composta para os palcos, o ator e cantor Claudio Lins traz um minucioso trabalho de pesquisa para montar um dos repertórios mais ricos do cancioneiro, em canções inesquecíveis compostas especialmente para peças musicais ou balés, onde cada música carrega sua própria história e histórias de seu tempo e de seus intérpretes.



Cláudio Lins apresenta musical em homenagem à Chico Buarque / Barbara Furtado

No palco, além de cantar, Claudio imprime toda a sua vivência de ator de teatro, cinema e televisão para, sutilmente, encarnar personagens masculinos e femininos sem nenhum pudor. E ao cantar “Viver de amor”, da Ópera do Malandro, aproveita para homenagear sua mãe Lucinha Lins, que encarnou a personagem Vitória Régia numa grande montagem em 2003.

 A programação do festival também se despede com a presença da brasiliense Cia Os Buritis. No divertido musical Cantos de Encontro, o grupo entretém o público infantojuvenil com um espetáculo que aborda a imaginação, o hábito de contar e ouvir histórias e o prazer de cantar e de dançar.

Serviço:

[Teatro musical] Chicoteatro, com Claudio Lins

Local: Teatro dos Bancários

Endereço: EQS 314/315 BL A – Asa Sul

Dias e horário: 25 e 26/05 (sábado e domingo), às 20h

Ingressos: R$ 30 (meia). Meia entrada com doação de 1 kg de alimento mais os casos previsto em Lei, que podem ser obtidos de forma online.

Duração: 110 minutos

Classificação: 12 anos

Encontro de Ceramistas do DF e Entorno

Começa, nesta sexta (24), a terceira edição do Encontro de Ceramistas do DF e Entorno, no Museu Vivo da Memória Candanga, com entrada franca e visitação das 9h às 19h, até o dia 28 de maio.



Encontro de Ceramistas do DF e Entorno / Claudia Andrade

Artistas ceramistas do DF e Entorno participam do encontro onde visitantes poderão acompanhar alguns processos de criação além de apreciar e adquirir peças escultóricas e utilitárias produzidas em técnicas distintas.

Outra ação que compõe a programação desta 3ª edição é a exibição de uma Mostra de Vídeos com uma filmografia de 15 títulos documentais que descortinam a produção cerâmica em terras indígenas, nas periferias, em ateliês coletivos, além de biográficos sobre mestres e mestras nessa arte. 

Serviço: 3º Encontro de Ceramistas do DF e Entorno

Local: Museu Vivo da Memória Candanga

Endereço: EPIA, Lote D, Setor Juscelino Kubitschek, Núcleo Bandeirante

Dias e horários da feira: de sexta a domingo, das 14h às 18h

Entrada franca e livre para todos os públicos

Informações: Encontro De Ceramistas | Naco | Brasília

Últimos dias da mostra Solfejo

De autoria e concepção do artista visual Felippe Moraes, Solfejo apresenta aos visitantes uma expografia que convida a um passeio que provoca os sentidos. Distribuída em três galerias da CAIXA Cultural Brasília, a exposição fica em cartaz até 26 de maio com entrada franca e visitação de terça a domingo. Solfejo tem texto curatorial assinado por Victor Gorgulho.



Obra Solaris Discotecum de Felippe Moraes / Estúdio em Obras

Entre as obras está Solaris Discotecum, uma das que mais tem causado impacto e aguçado os sentidos. Desenvolvida, em 2023, a instalação remete a uma pista de dança onde planetas e estrelas podem dançar. 

“Um globo de espelho pende do teto, fazendo as vezes do sol, e uma pequena esfera de chumbo circula ao seu redor, fazendo as vezes da Terra, na escala exata”, descreve Felippe. Ao redor, estão suspensos 12 luminosos de néon desenhados com a forma das constelações do zodíaco. “É um convite a dançar em meio às estrelas”, completa.

Serviço: [Artes Visuais] Solfejo

Local: CAIXA Cultural Brasília | Galerias Piccola I e II

Endereço: SBS Quadra 4 Lotes 3/4

Visitação: até 26 de maio de 2024

Horário: das 9h às 21h, de terça-feira a domingo

Bilheteria: entrada franca

Classificação: livre para todos os públicos

Acesso para pessoas com deficiência

Gonzaguinha, eterno aprendiz 

O Clube do Choro vai vibrar, nesta sexta-feira (24), com o musical “Gonzaguinha, eterno aprendiz”, a partir das 20h30. O espetáculo, estrelado pelo talentoso ator mineiro Rogério Silvestre, mistura artes cênicas e música de uma forma única para contar a trajetória desse grande ícone da MPB. Desde seus primeiros passos na década de 60, passando pelos desafios da ditadura militar, até se tornar o inesquecível Gonzaguinha.

No palco, Rogério Silvestre se une ao diretor musical Cacá Franklin e a Banda Passo Largo, além de contar com participações especiais de Beto Dourah, Alessandra Terribili e Manassés de Sousa. Juntos, eles prometem uma experiência cênico-musical que vai emocionar do começo ao fim.

Ingressos aqui.

Cineclube Mapati apresenta: “Branco Sai, Preto Fica”

Em maio, o Cineclube Mapati exibirá o aclamado longa “Branco Sai, Preto Fica”, do renomado diretor Adirley Queiroz. Nesta sexta (24), a exibição começa às 19h30, no Espaço Cultural Mapati, com entrada franca.

Sinopse: Nos anos 1980, durante um baile de black music na periferia de Brasília, uma ação policial marca a vida de dois homens. Anos depois, um terceiro homem vem do futuro para investigar o ocorrido e provar que a culpa é da sociedade e seus mecanismos de repressão.

Lançamento de livro infantil sobre o universo

“O Incrível livro de poucas respostas sobre o Universo”, de Elder Galvão, autor e ilustrador, será lançado pelas editoras Sibita e Mais Amigos no dia 25 de maio, às 16 horas, no Espaço Cultural Renato Russo, na Gibiteca e Galpão das Artes, na 508 Sul, em Brasília, DF.

A programação será especial para as crianças com brincadeiras, dinâmicas e oficinas para a confecção de nebulosas. Também será exibido um making off da produção do livro. Terá contação de história com a presença das personagens reais que inspiraram o livro.

As crianças e as famílias poderão tirar dúvidas sobre o universo com representantes da startup “IdeIa Space”.

:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato DF no seu Whatsapp ::

Edição: Rafaela Ferreira

Fonte: Brasil de Fato DF

PCDF prende suspeitos de realizar emboscada e matar jovem de 19 anos em Samambaia

PCDF prende suspeitos de realizar emboscada e matar jovem de 19 anos em Samambaia

Agentes da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia) estão nas ruas desde as primeiras horas desta sexta-feira (24) para cumprir três mandados de prisão temporária e dois de busca e apreensão contra um homem de 29 anos, uma mulher de 33 e um amigo do casal, de 36. O trio é suspeito de planejar uma emboscada para matar uma vítima em Samambaia.

Por volta das 6h30, dois dos suspeitos já haviam sido detidos pelos investigadores. O terceiro suspeito, que já estava preso, teve um novo mandado de prisão cumprido.

As investigações mostraram que a vítima conhecia os assassinos e foi atraída para a casa do casal, onde foi morta com três tiros na cabeça. Os criminosos levaram o corpo a um local isolado, a 6 km da residência, e incendiaram o corpo para dificultar sua identificação e ocultar provas.

As investigações indicam que a vítima tinha conflitos com os autores devido a um possível “desacordo comercial” relacionado ao tráfico de drogas na área. Além disso, o jovem também teria demonstrado interesse pela irmã mais nova do homem de 29 anos, o que teria desagradado o suspeito.

Foi descoberto que o casal se mudou da casa dois dias após o crime e, juntamente com o terceiro suspeito, tentou esconder provas.

Os acusados responderão por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver, com penas que podem variar entre 13 e 33 anos de prisão.

Fonte: Jornal de Brasília

Professores da UnB rejeitam proposta apresentada pelo

Professores da UnB rejeitam proposta apresentada pelo

Cerca de 400 docentes da Universidade de Brasília (UnB) participaram, nesta quarta-feira (22), de assembleia da Associação de Docentes da UnB (ADUnB) para discussão da última proposta apresentada pelo governo na mesa de negociação específica da carreira docente, em 15 de maio. A maioria considerou a proposição insuficiente, decidindo pela rejeição do que foi apresentado. 

A decisão será encaminhada ao Comando Nacional de Greve, que também receberá os resultados das assembleias realizadas nesta semana em outras instituições federais de ensino do Brasil. O governo definiu a próxima segunda-feira (27) como o dia final de negociação para assinatura ou não do acordo. 

No entanto, as assembleias estaduais, além de estarem decidindo pela rejeição da proposta, estão indicando a necessidade de continuidade das negociações. 

“A proposta das Assembleias é que o governo deveria dar mais um tempo, mais uma rodada de debate e de negociação, para apresentação de uma nova proposta aos trabalhadores, de forma a contemplar os pontos solicitados na contraproposta apresentada ao governo federal pelas entidades sindicais”, explicou a presidenta da ADUnB, Eliene Novaes. 

Até lá, a greve na UnB continua. “Hoje a gente não pautou a saída da greve, o debate foi da proposta [do governo]. Então, a greve continua até que a gente tenha uma nova rodada de negociação ou que haja alguma mudança no cenário que leve a saída da greve”, afirmou.

Reajuste salarial

A proposta apresentada pelo governo em 15 de maio manteve o reajuste salarial em 0% para 2024, 9% em janeiro de 2025 e 3,5% em maio de 2026, o que já havia sido rejeitado pela categoria anteriormente. Os docentes exigem um reajuste de pelo menos 3,7% ainda em 2024.

A novidade do que foi apresentado pelo governo como a última rodada de negociação foi em relação à reformulação da carreira para janeiro de 2025. A ideia é que haja uma aglutinação das classes iniciais (A/DI e B 1/DII 1 na categoria B 2 /DII 2), unificando a remuneração na classe de entrada no Magistério Federal.

Além disso, a nova proposta prevê, ainda, o aumento para 4,5% nos steps de progressão funcional nas Classes C 2 a 4 (Adjunto) e D 2 a 4 (Associado) em 2025, e para 5,0% em 2026, além da redução do step na Classe D 1 (Associado) e DIV 1 de 25,0% para 23,5%, em 2025, e para 22,5% no ano de 2026. “Step” é o termo dado a cada progressão do professor na carreira, que altera o salário do trabalhador.

Contraproposta

Além da rejeição do acordo apresentado pelo governo, a assembleia realizada pela ADUnB elaborou uma contraproposta, que será encaminhada ao Comando Nacional de Greve.

A categoria exige, além do reajuste salarial de 3,7% para este ano:

  • recomposição do orçamento das universidades

  • reestruturação de carreira 

  • respeito a aposentados(as)

  • revogação da da IN66, da Portaria 983 e demais medidas de retrocesso dos governos anteriores

  • manutenção do percentual de 25% no step de entrada na Classe D (Associado) sem reduções; 

  • manutenção do debate sobre a carreira docente por meio das mesas específicas de negociação, tornando-as temporárias;

  • a criação de mesa no Ministério da Educação (MEC) que trate especificamente dos orçamentos das universidades. 

“O que a gente está fazendo é continuar a discussão da recomposição salarial, das condições de trabalho e da defesa da universidade pública, especialmente no quesito orçamento”, concluiu a presidenta da ADUnB. 

Servidores técnico-administrativos também rejeitam proposta

Os servidores técnico-administrativos também rejeitaram a proposta apresentada pelo governo na Mesa de Negociação organizada pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) nesta terça-feira (21). 

Como na proposta apresentada em abril e também rejeitada pela categoria, o governo manteve o reajuste de 0% para 2024. A oferta de 9% em 2025 também foi mantida, mas houve um incremento no reajuste para 2026, que subiu de 3,5% para 5%. 



Servidores técnico-administrativos estão de greve há mais de dois meses / Foto: Comunicação Sintfub

O governo anunciou que esta também seria a última mesa de negociação com os servidores técnico-administrativos. 

Segundo David Lobão, da coordenação geral do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE), a categoria deve seguir dois passos para pressionar pela continuidade das negociações: apresentar uma contraproposta e manter a greve forte. “Esses são os caminhos que levarão esse governo a recuar dessa posição autoritária de que as mesas acabaram”, afirmou.

Para ele, o que está em jogo nesse momento em que o governo insiste em um reajuste zero para 2024, é a disputa de orçamento, que, segundo Lobão, está na ordem de R$ 15,7 bilhões. 

“Nós podemos disputar ele [o orçamento] ou nós perdemos ele. Isso é uma discussão sobre possibilidades de disputa orçamentária para 2025, para 2026. É projeto estratégico. Nós estamos falando de uma luta que está sendo construída agora, a LOA [Lei Orçamentária Anual] de 2025, e nós estamos falando de uma luta que sequer começou a construir ainda, que é a luta de 2026”, defendeu.

:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato DF no seu Whatsapp ::

Edição: Márcia Silva

Fonte: Brasil de Fato DF

Ação do CFM contra aborto legal é movimento de uma parte

Ação do CFM contra aborto legal é movimento de uma parte

Mulheres que integram diversas organizações da sociedade civil realizaram um ato de protesto nesta quinta-feira (23), em frente à sede do Conselho Federal de Medicina (CFM), na Asa Sul, em Brasília. Médicas, enfermeiras, professoras e demais profissionais estiveram no local para repudiar a ação do CFM em publicar uma resolução que dificulta ainda mais o acesso à interrupção da gravidez nos casos previstos em lei.

Para a médica Beatriz Mac Dowell, ex-conselheira do CFM, o Conselho está “ultrapassando os limites das suas competências” ao publicar uma resolução que proibia a assistolia fetal acima das 22 semanas de gestação. “O CFM não tem competência para determinar prazo para aborto. Até porque o método indicado nesses casos é um método considerado pela Organização Mundial da Saúde [OMS] e adotado por vários países”, argumentou Beatriz.

A validade da resolução do Conselho foi suspensa pelo ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF) na última sexta-feira (17). “Essa resolução determina que os profissionais só podem fazer o aborto legal até 22 semanas e nós sabemos de toda a dificuldade que existe, sobretudo para as mulheres de baixa renda realizar este procedimento”, completou Beatriz Mac Dowell, que atua no Coletivo de Médicas e Médicos em Defesa do SUS, da Ética, da Ciência e da Democracia.

:: Alexandre de Moraes suspende norma do CFM que dificulta acesso ao aborto por vítimas de estupro ::

Para a médica e especialista em Saúde Reprodutiva, Ana Maria Costa, a ação do CFM faz parte de um movimento de parte de uma parte extremista da sociedade, que tem trabalhado no sentido oposto à conquista de direitos e na restrição de direitos das mulheres, suas liberdades e escolhas. “Nós estamos aqui porque nós entendemos o aborto como uma questão para a democracia. A restrição do direito ao aborto, o aborto como uma decisão das mulheres é um impedimento democrático”, justificou Ana Costa.

Ana Costa é diretora do Centro Brasileiro de estudo de Saúde (Cebes) e faz parte de um movimento de médicas e médicos insatisfeitos com a atuação do Conselho, denominado Muda CFM. “Essa ação do CFM repercute em parte da sociedade e é triste para nós, do campo da saúde, ver essa aliança entre um órgão de classe, que deveria estar associado boa prática da medicina, com uma tarefa fascista, aliando-se a esse grupo que não representa a sociedade e que não representa a categoria médica”, desabafou Ana Costa.



Médicas Beatriz Mac Dowell e Ana Maria Costa repudiam norma do CFM / Brasil de Fato DF

Já a enfermeira Ligia Maria, lembrou que o Brasil já tem um arcabouço legal muito restrito para a interrupção gestacional e a resolução do CFM só dificulta e traz prejuízos às mulheres vítimas de abusos.

“Isso afeta pessoa de um grupo muito específico, porque a indução da assistolia fetal é feita acima de 20 semanas, normalmente, em pessoas com um nível de vulnerabilidade, como meninas de 10 a 14 anos vítimas de estupro a vulnerável”, destacou Lígia, que atua Coletivo de Enfermagem, Parteiras e Obstetrizes pelo Direito de Decidir.

Em nota, o Conselho Federal de Medicina informou que encaminhará ao Supremo Tribunal Federal  argumentos em defesa da manutenção da Resolução CFM nº 2.378/2024, que proíbe o médico de realizar a assistolia fetal para interrupção da gravidez acima de 22 semanas em casos decorrentes de estupro. O CFM afirma que a resolução não pretende fazer oposição ao chamado aborto legal e “é amparada pela Constituição Federal, que prevê o direito inviolável à vida, sem a submissão de tratamento desumano ou degradante” e argumenta que a norma foi elaborada com base em estudos técnicos e científicos.

Contra os retrocessos

Diversos organizações da sociedade civil tem se articulado contra a Resolução do CFM, como é o caso do Centro Feminista de Estudos e Assessoria (Cfemea), que ajudou a organizar o ato em Brasília e tem realizado reuniões com congressistas, sobretudo para barrar retrocessos no que diz respeito ao aborto legal no Brasil. “Nós estamos falando de uma restrição deliberada, um esforço para restringir a interrupção da gravidez até mesmo em casos de estupros”, destacou a integrante da organização, Jolúzia Batista.

“É uma questão gravíssima e populações, que geralmente são afetadas por uma ação como essas são as populações de mulheres negras, que estão situadas na base de uma pirâmide social, morando em periferia, com pouco acesso à informação, à rede de saúde”, avaliou Jolúzia, acrescentando: “Aqui a gente está falando sobre direitos, democracia e a possibilidade de realização de projetos pessoais, de meninas, de mulheres, com esse recorte específico sobre meninas e mulheres negras”.

De acordo com o Cfemea, a medida do CFM incentivou um clima hostil ao acesso ao aborto nos casos previstos em lei. Há registro de perseguição a profissionais da saúde que realizam aborto legal no estado de São Paulo, além de outras ações para impedir meninas, mulheres e pessoas que gestam, vítimas de violência sexual, a acessarem o aborto garantido em lei.

O ato na sede do CFM contou ainda com a articulação de entidades da Frente Nacional Pela Legalização do Aborto e da Frente Parlamentar Feminista Antirracista com Participação Popular e outras organizações da sociedade civil, como o Coletivo Juntas. Essas organizações já fizeram um outro ato em São Paulo e pretendem continuar na mobilização do direito ao aborto no Brasil e lutando por justiça reprodutiva.

:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato DF no seu Whatsapp ::

Edição: Márcia Silva

Fonte: Brasil de Fato DF

Telemetria agiliza reparos na rede de água do DF

Telemetria agiliza reparos na rede de água do DF

Até julho, as principais redes de distribuição da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) estarão 100% monitoradas por telemetria. O sistema permite identificar, em tempo real, problemas no abastecimento provocados por vazamento, obstrução ou danos na estrutura.

Com a medida, a empresa pode agir com mais rapidez para corrigir o problema e manter a normalidade do abastecimento. A telemetria consiste na instalação de um dispositivo eletrônico sem fio nas válvulas de controle das redes de água.

“Descobrir um problema de forma rápida significa diminuir interrupções no fornecimento de água, garantindo a continuidade do abastecimento para a população”, explicou o presidente da Caesb, Luís Antônio Reis.

Esse aparelho mede a pressão da água distribuída, monitorando o comportamento da rede. A Caesb começou a implantar o sistema de telemetria em novembro de 2023, com investimentos de R$ 5,2 milhões.

Até maio, foram instalados 378 dos 754 pontos de medição previstos no contrato gerido pela Superintendência de Manutenção Industrial da Caesb, ou seja, 50% do total programado. A companhia garante que os outros 50% serão concluídos até julho.

A companhia monitora os dados registrados pelo sistema de telemetria por meio de centros de controle das superintendências de operação e manutenção de redes Centro-Norte e Oeste-Sul.

A Caesb dispõe de outros meios para evitar vazamentos e a consequente perda dessa água. Um deles é o uso de válvulas redutoras de pressão (VRPs) ao longo das redes da companhia. Outro recurso para combater vazamentos e aumentar o controle da pressão nas redes é o sistema de monitoração automática noturna.

Fonte: Radar DF

Homem é preso portando fuzil no Lago Sul

Homem é preso portando fuzil no Lago Sul

Na noite desta quarta-feira (22), por volta das 19h, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) realizou uma apreensão significativa de armamentos na QI 19 do Lago Sul. A operação foi conduzida pelo Grupo Tático Operacional (GTOP 25), que prendeu um indivíduo em flagrante portando um fuzil calibre 5.56 e uma grande quantidade de munições.

A ação teve início após a PMDF receber uma denúncia sobre a possível presença de uma arma de fogo na região. O GTOP 25 localizou o veículo suspeito e efetuou a abordagem.

Durante a revista, os policiais encontraram dentro do caminhão um fuzil T4 calibre 5.56mm e um total de 875 munições intactas de diversos calibres: 25 munições calibre 12, 750 cartuchos calibre 9mm e 100 cartuchos calibre 5.56.

Fonte: Jornal de Brasília