MP-AL pede que Globo seja obrigada a renovar afiliação até 2026 com TV de Collor

MP-AL pede que Globo seja obrigada a renovar afiliação até 2026 com TV de Collor

[ad_1]

ARACAJU, SE (FOLHAPRESS) – O Ministério Público de Alagoas (MP-AL) se manifestou a pedido da Justiça e concordou com um pedido feito pela TV Gazeta de Alagoas para que a Globo seja obrigada a renovar o contrato de afiliação com a emissora, que terminará em 31 de dezembro deste ano.

A TV Gazeta é do ex-senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello. Como informou a Folha de S.Paulo em outubro, a Globo informou à TV Gazeta que não renovaria o vínculo, iniciado em 1975, por conta de escândalos envolvendo a emissora nos últimos anos.

Entre eles, está o seu uso por parte de Collor para receber propina em um esquema de corrupção. Collor foi condenado a oito anos de prisão no STF (Supremo Tribunal Federal) em julho por conta do fato.

No início de novembro, como informou o jornalista Carlos Madeiro, do UOL, a TV Gazeta entrou com um pedido judicial para que a Globo não finalize o contrato de afiliação. Segundo a emissora, sem ter o aporte da maior emissora do país, a empresa não vai conseguir cumprir acordos para pagamento de dívidas.

Caso o contrato não seja renovado, a TV Gazeta diz ainda que haverá demissões em massa com a extinção de ao menos 209 dos 279 postos de trabalho da empresa.

Junto a isso, a emissora comenta que não conseguirá viabilizar o pagamento da transação tributária celebrada com a Procuradoria da Fazenda, e também não honrará com compromissos da recuperação judicial que fez em 2019.

Com isso, segundo documentos obtidos pela Folha de S.Paulo, a TV Gazeta de Alagoas solicitou que a Justiça conceda liminar para que a Globo renove o acordo automaticamente até 2028. O juiz do caso, Léo Dennisson Bezerra de Almeida, pediu um parecer do MP-AL para embasar sua decisão.

O MP-AL se manifestou na última segunda-feira (27). Para o órgão, o pedido da TV Gazeta é procedente. Na sua visão, sem a estrutura da Globo por mais algum tempo, os funcionários dispensados e os acordos deixarão de ser pagos.

O único ponto em que o MP discordou da TV Gazeta foi sobre o tempo de contrato. Para o Ministério Público, o ideal seria a Globo ficar com a TV Gazeta por mais três anos.

A Globo já tem uma substituta engatilhada no estado. Trata-se de uma TV comandada pelo Grupo Nordeste de Comunicação, que tem como acionista principal Vicente Jorge Espíndola. O grupo já é dono da TV Asa Branca de Caruaru, cidade do agreste de Pernambuco, e afiliada da Globo desde 1991.

Nas últimas semanas, o TV do grupo passou a operar em fase de testes em um prédio comprado no bairro do Farol, zona nobre de Maceió. O transmissor já foi instalado e os testes começaram.

Procurada pela Folha de S.Paulo, a Globo e o MP-AL não comentaram o assunto até o fechamento desta reportagem.

[ad_2]

Fonte: Notícia ao Minuto

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *